A minha Criança Interior

June 23, 2017

 

 

A propósito do próximo retiro: “Criança Interior” da minha amiga Marta Gautier, senti vontade de falar sobre este tema.

 

A certa altura da minha vida comecei a questionar tudo: porque é que tinha aquela profissão, porque é que tinha abandonado o meu sonho de cantar, porque é que tinha sempre as mesmas reações, porque é que estava tão farta das mesmas conversas, porque é que já não me sentia bem em certos sítios…

 

Esse crescendo culminou na única questão que eu julgava que já sabia a resposta: Quem sou eu?

 

Percebi que era uma atriz com um papel muito bem ensaiado e não fazia ideia por onde andava a autora e a diretora da peça.

 

Nessa amnésia cénica, os meus filhos presenteavam-me todos os dias com a sua inocência de não fingirem saber o que, de facto, não sabiam, e sem aparentarem ter todas as respostas do que de facto não tem resposta.

 

Li algures esta frase: “Os adultos, para se inspirarem, perguntam às crianças o que elas querem ser quando crescerem.” Ou será para se recordarem?

 

Recordarem-se que simplesmente deixaram de lutar pelos seu sonhos e que essa liberdade de ser das crianças, que os adultos esqueceram, em que o menos é mais, é que possibilita que a vida não cesse de ser uma aventura.

 

Afinal quanto daquilo em que eu me tinha tornado era mesmo meu?

 

Então resolvi escutar a minha criança interior. No início foi apenas um sussurro e, aos poucos, fui entendendo que habitava em mim uma pluralidade de partes com necessidades há muito esquecidas.

 

Hoje estou a recuperar os meus sonhos de criança e a atender à urgência de “ouvir” o meu corpo que guarda tantas emoções e comportamentos limitantes, as crenças.

 

Crenças limitantes que, na roda da abundância, uma das ferramentas do coach, estão na parte do “Eu mereço!”.  

 

Podemos ser aquilo que nós quisermos, sem desculpas tais como: “Porque eu sofri muito quando era criança”… “Eu sou assim, porque saí ao meu pai, à minha mãe, ao primo, etc”… Limitações!

 

Se vês mais limitações do que abundância na tua vida está na hora de ires resgatar a tua criança interior, dizendo-lhe com delicadeza que está tudo bem, que ela está segura, dando um novo significado à tua história.

 

Já te interrogaste, quantas das tuas reações de adulto são afinal da criança que ficou magoada lá atrás?

 

Um dos meus coachees, achava que não podia pedir ajuda, ele simplesmente não pedia ajuda.

Tinha sentido na infância, que os pais não o valorizavam e sendo proveniente de uma família com algumas carências económicas habitou-se a ficar com as “sobras” e a não se queixar.

 

O reencontro com a sua criança interior permitiu-lhe entender que essa crença estava a impedi-lo avançar na sua profissão, e estava igualmente na base do seu cansaço físico e psicológico.

Essa crença do “não posso pedir ajuda”, uma vez identificada e “des-construída”, permitiu-lhe alcançar os seus objetivos profissionais e melhorar substancialmente a sua vida familiar.

 

Para mim, o reencontro com a minha criança interior, permite-me trabalhar as minhas crenças e comportamentos limitantes. Essa criança traz-me a paz que eu sempre fui e devolve-me a um lugar que esteve sempre dentro de mim.

 

E tu, qual é a crença que te impede de avançares rumo aos teus sonhos?

 

Até breve!

 

Sofia Pérez, Coach Holístico

Coach Holístico e Mentoring em Lisboa, Linha Cascais e Sintra, Abrantes

Para que serve o coach holístico? mudar a tua vida, melhorar, atingir metas, sonhos, objetivos, numa abordagem que une todas as tuas facetas quer a nível relacional, familiar, financeiro, profissional e espiritual. ​ Qual é o grande objetivo? Seres mais feliz, descobrires o poder que reside em ti, que é enorme!

Contacta-me para o email: coachsofiaperez@gmail.com

www.coachsofiaperez.com

https://www.facebook.com/CoachSofiaPerez

Share on Facebook
Please reload

Recent Posts
Please reload