Limites

February 26, 2020

 

Se te deixas levar pela necessidade de agradar o outro, e cedes a chantagens emocionais; se priorizas as necessidades dos outros e deixas as tuas de lado, isso significa que as tuas fronteiras, os teus limites, não são fortes.


Significa também que estás a viver num território dominado por outro alguém, ou seja, que o teu território foi invadido e alguém está no controlo, e, definitivamente, não és tu.

 

Criares os teus próprios limites exige um trabalho interior e uma grande dose de coragem e humildade.

 

Deixo-te aqui algumas dicas para criares os teus limites:

 

- decide o que realmente queres para a tua vida e se neste momento não sabes o que queres, começa a identificar o que não queres;

 

- usa uma linguagem assertiva para exprimires de uma forma segura e livre as tuas necessidades e desejos. Um exemplo muito comum é aprender a dizer NÃO;

 

- não permitas que te julguem e agridam pelas tuas escolhas. Este tipo de ações têm como consequência, entre outras coisas, a criação de uma culpa dentro de ti que te irá fazer sentir pena e ceder aos desejos da outra pessoa, retirando a tua capacidade de saber e de escolher o que queres para a tua vida.

 

Sofia Pérez
Coaching, Hipnoterapia Transpessoal, Terapia individual e de casal, Constelações em Espelho
coachsofiaperez@gmail.com
Www.coachsofiaperez.com

Share on Facebook
Please reload

Recent Posts
Please reload